A Épica Jornada de 15 de Outubro, ensaio de “Cerco ao Parlamento”

A épica jornada de luta de 15 de Outubro, com ensaio de cerco ao parlamento, merece mais reflexão que aquilo que tem tido, pelo menos na “blogosfera”. Para além deste artigo não vi nada de muito relevante… Na sequência deste trabalho anterior, aqui vai a minha homenagem em estilo Agitação e Propaganda.

Mais tarde darei continuidade às minhas notas, comentários e desabafos acerca da situação político-social, que incluirão necessariamente algumas palavras sobre o que se passou nesse dia.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to A Épica Jornada de 15 de Outubro, ensaio de “Cerco ao Parlamento”

  1. Augusto diz:

    A bem da verdade não vi nada de especialmente “ÉPICO”, nessa jornada do 15 de Outubro.

    Nos últimos meses, temos tido á porta do Parlamento pequenas escaramuças com a guarda pretoriana do regime, acolitada por alguns policias disfarçados de jornalistas, e com a presença habitual , de meia dúzia de provocadores neo-nazis, essa jornada do 15 de Outubro, não teve nada de especialmente diferente.

    Pensar que as massas estão numa fase avançada da luta de classes, quando na realidade estão numa fase recuada, tentando resistir á avançada dos sectores mais agressivos da direita no poder, é tomar os desejos por realidades.

    Há resistência, ao ataque á escola publica, ao roubo dos salários e das pensões, há luta em defesa do Serviço Nacional de Saúde, mas em nenhum momento se colocou a questão da tomada do poder, a única proposta é a queda deste governo, e a realização de eleições, que como se viu nos Açores , deram mais do mesmo.

    Com jornadas “Épicas” como a viu o Francisco Furtado, ou como uma mera escaramuça sem consequências como eu a vi, aquilo que poderemos esperar , é que o governo caia a curto prazo, e em eleições antecipadas possa haver um reforço das esquerdas, mas pouco mais.

    O que me preocupa é ver o Parlamento e só ele, ser o foco de toda a contestação, porque não há concentrações á porta do edificio onde reúne o Conselho de Ministros, afinal é aí que reside o PODER EXECUTIVO, por que é que Cavaco não tem sido confrontado em Belem com manifestações de desagrado, ( a Reunião o Conselho de Estado, foi a excepção) , não estarão as esquerdas a ser habilmente MANIPULADAS, por sectores de direita que têm no Parlamento, até pela sua composição Plural , o alvo a abater no seu combate contra a Democracia?

    Eis algo que acho mereceria alguma atenção.

    • umqualquer diz:

      Sem dúvida que haverá coisas que dizes que mereceriam alguma atenção por parte de quem se preocupa com o tipo de problemas que levantas… a mim apenas salta à vista a maneira despudorada com que dizes que quem faz as escaramuças é meia duzia de provocadores neo-nazis. Não sei quem és, mas essa de chamar reaccionário, fascista, nazi, aventureirista, irresponsável, anarca, etc (escolhe o que preferires) a tudo o que é diferente do tipo de “luta” que alguém propõe já é velha.
      Mas desta vez estás mal, porque o teu discurso está a ficar empoeirado, esquecido por debaixo dos acontecimentos e das pessoas (tão diferentes entre si) que os estão a gozar juntas na rua. Aquilo que normalmente me irritaria hoje em dia já só me dá pena, porque enquanto meio mundo se anda a divertir, como jovens (independentemente da idade), outro meio mundo rói-se agarado aos catecismos políticos, como velhos (independentemente da idade).
      Chupa.

  2. Bolota diz:

    Furtado,

    Cerco al parlamento??? Hoje fui á farmacia e o medicamento de necessitava, não existia em stock, estava ESGOTADO.

    Cercar o parlamento é curto, temos de entrar por ali dentro e…

    Abraços

  3. dubuis diz:

    neste vídeo, aos 11 minutos e sete segundos mostras dois infiltrados. Mostrem-nos em grande plano

  4. Pedro Pinto diz:

    Não percebi se o francisco censura os meus comentários ou se simplesmente não vem cá muitas vezes. Se não vem devia vir, ou então desactivar a moderação de comentários, caso contrário é essa a ideia que fica.

Os comentários estão fechados.