A poesia está na rua

Num país decente, com governantes sérios que colocassem a liberdade e a democracia acima de tudo, Passos Coelho já se teria dirigido a Belém para apresentar a demissão. As manifestações de ontem juntaram centenas de milhares de pessoas por todo o país para gritar a uma só voz: “que se lixe a troika”. E, “que se lixe a troika”, apesar do esforço de alguns dirigentes socialistas para tentar dobrar a espinha ao protesto, foi mesmo uma fortíssima expressão da rejeição do acordo que PS/PSD/CDS assinaram.
Com um PSD esfrangalhado, um CDS a tentar passar entre os pingos da chuva das responsabilidades políticas e um PS saltitante à espera de não ser pasokizado, Cavaco Silva poderá estar a tentar promover um governo de unidade nacional. Para 6ª Feira (17h) convocou o Conselho de Estado. Lá dentro reunirá um conclave de  defensores da troika. Na sequência do apelo que ontem foi feito no final da manifestação para uma nova concentração à porta de Belém no dia do Conselho de Estado, estarão mais uma vez milhares de cidadãos, desta feita à porta de um Presidente e de um governo com cada vez menos legitimidade, a lutar contra a troika, o governo e os troikistas.

 

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to A poesia está na rua

  1. tina diz:

    “Passos Coelho já se teria dirigido a Belém para apresentar a demissão. ”

    ahahahahahahah!… Foram meia dúzia de gatos pingados que desceram à rua comparado com 33% dos portugueses que hoje votariam nele.

    • De diz:

      Porque será que a sombra da inquietação se adivinha por trás do riso néscio de tina?
      Ou nem será riso este esgar?

      • tina diz:

        Mas porque é que vocês só usam palavras caras? Não percebem como soam fora do tempo? Não vivem mesmo neste planeta, não irrealistas a todos os níveis.

        • De diz:

          As palavras não são caras , sobretudo a quem se dirigem.
          A aprendizagem faz falta a esta trupe.Banqueteia-se com as negociatas baratas e saem coisas destas.Simulacros à relvas.

          O neoliberalismo serôdio a sossobrar até no linguajar.
          🙂

  2. Martins diz:

    “Que se lixe a Troika”?!
    “Fora com a Troika”?!

    Sim, sem dúvida. De acordo!
    Sou “anti-troikista” de longa data pois……SEMPRE fui CONTRA a entrada na moeda única e sempre me opus ao Euro.
    Estava visto que o resultado só poderia ser este.

    Mas acho que há um “defeito” por estes lados. Clama-se contra a troika e defende-se (e bem) a sua saída de Portugal mas…..não se esclarece, com CLAREZA, as pessoas sobre as implicações.
    Quais seriam essas implicações?!
    A saída do Euro.

    Porque não afirmam isso com clareza?!
    (se é isso que implícita ou inadvertidamente defendem)

    Por mim tudo bem pois acho que é esse o caminho. Mas deve-se explicar ao Povo que mandar a troika dar uma curva tem as seguintes implicações (que um governo decente, fosse ele qual fosse, já deveria ter encetado):
    1 РDefault, ou seja, an̼ncio da suspenṣo de pagamentos
    2 – Saída da Zona Euro e introdução de nova moeda emitida pelo Banco de Portugal (assumindo todas as consequências)
    3 – Reestruturação e renegociação da dívida

    Porque é que ninguém parece assumir isto?!
    Há medo de que o Povo pense nas consequências de reverter à moeda nacional nestas circunstâncias?!
    Porque é que os partidos de esquerda parecem ter metido o discurso contra (ou de desconfiança em relação ao) o Euro “na gaveta” há anos a fio?!

    Assumam! Não tenham medo!
    Porque não se afirma, olhos nos olhos, a defesa da saída da Zona Euro?!

    Dentro do “espartilho” do Euro o túnel não tem luz ao fundo.
    Com o Escudo o túnel é muito escuro, desce a brutalmente a pique nos primeiros metros mas, passado pouco tempo de caminhada difícil, eis que se avista LUZ.
    É esta a diferença.

  3. Excelente ideia a da concentração à porta de Belém!

  4. poemas para memória:

    ; navegamos num fogo sem limites, se nos querem perfeitamente abstractos;

  5. tina diz:

    “Mas deve-se explicar ao Povo que mandar a troika dar uma curva tem as seguintes implicações”

    Eles não explicam nada, servem-se do povo e da sua ignorância. No fundo, o que querem é tomar conta de Portugal, impor nacionalizações, correr com os ricos, etc. Claro que se o povo soubesse disso, não haveria ninguém do lado deles.

    • De diz:

      Lol.
      A preocupação de “Tina” é comovente.
      Claro que ainda ignorante no teclado,”tina”esquece-se que eles só querem nacionalizar o que não lhes dá lucro.Regra geral querem é privatizar e concentrar a riqueza em meia-dúzia de mãos, pelo que não querem de forma nenhuma correr com os ricos.Como se viu nestas medidas dos pulhas em exercício, ao roubarem aos trabalhadores para dar aos ditos “empresários”.Mais de 4000 mil milhões roubados ao trabalho….Mais de 2000 milhões dados de mão beijada aos patrões.Significativo não?

      “Se o povo soubesse disso não haveria ninguém do lado deles”. Salvo os fiéis aos seus interesses de classe e os seus capangas.E mais uns tantos enganados pelo barulho das luzes.

      Esclarecer, esclarecer sempre.E aprender,aprender,aprender sempre.

Os comentários estão fechados.