Conselho de playlist de verão para os activistas do Bloco de Esquerda

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

26 respostas a Conselho de playlist de verão para os activistas do Bloco de Esquerda

  1. Rui F diz:

    Não me parece que os activistas bloquistas queiram calçar uma série de tamancos rotos ainda do tempo da cortina de ferro, que o partido comunista gosta de dar. Muito menos receber beijos de Judas.

    Deve haver muita azia por aí sabendo-se que músicos da revolução subscrevem o congresso das alternativas.

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      Rui F, não percebo o seu comentário sobre o Congresso das alternativas… O congresso das alternativas é organizado pelo BE? Olhe que não creio, mas pode ser que esteja mal informado.

      • Rui F diz:

        Tiago é desonesto da sua parte (apesar de eu ter entendido o seu sentido de humor-irónico) achar que os bloquistas estão a trair os ideais revolucionários pelo facto de terem chamado um socialista moderado a dar uma palestra num encontro. Não é isto que está implicito no seu cementário? Se não é parece!

        A dona Zélia Afonso que estava na lista de honra do Manel Alegre é uma traidora do ideal? O Fausto ou o Palma, Idem? Ou o Sérgio Godinho ou o Vitorino que apoiam o congresso das alternativas onde estão socialistas moderados ou o grupo dos 9, são traidores do ideal? Ou o congresso das alternativas para si são uma cambada de vendidos ao Capital?

        • Tiago Mota Saraiva diz:

          Rui F., sobre o congresso das alternativas escreverei a seu tempo, quando me apetecer. Recordo-o que foi você que falou no dito congresso, colando-o, na minha opinião infustamente, ao BE.
          Quanto à playlist diversificada que postei, enfie a carapuça a quem entender, eu não o faço nem o quero fazer. Já escrevi outros posts sobre o que penso da esquerda, do trabalho unitário e das posições do PCP e do BE quanto a esta questão.
          Não lhe vou dar troco no que toca às carapuças que pretende enfiar em terceiros, provavelmente, porque este post lhe serve bem a si. Se ouvisse bem, os artistas e autores que glorifica, talvez não escrevesse os chavões sectários a que nos tem habituado.

          • Rui F diz:

            Tiago, o sectarismo está do vosso lado. O seu post é exemplo de um belo chavão sectário.

            O exemplo do congresso das alternativas foi só para demonstrar o quão afunilada, sectária e incompreensível é a sua visão e a do PCP em matéria de pontes de entendimento.

            Não admitem sequer o diálogo com a outra parte da esquerda. A outra esquerda que tem outro peso específico na sociedade.

          • Tiago Mota Saraiva diz:

            E você não admite que eu não considere o PS da “outra parte da esquerda”. Mais, vomita mais ódio contra os comunistas do que contra os governos de direita do PS. É o sectarismo dos “anti-sectários”.

          • Rui F diz:

            pra vocês do Séc XX o PS são fascistas!

          • Rui F diz:

            Vomito ódio? Onde leu isso?
            Não se irrite homem.

            Não colo politicamente do PC e nos facciosos, confesso, mas tenho bons e saudáveis amigos reformistas.

          • Antónimo diz:

            Por aqui, você, Rui F., e o Augusto são só os comentadores mais sectários do mundo. Não por não haver outros que pratiquem a arte, mas sim por se acharem contemporizadores e, no entanto, não existir um único texto v. em que não malhem forte e no grosso no PCP, muitas vezes sem razão nenhuma como no caso das suas fantásticas contas sempre deturpadas, falaciosas e mal analisadas, tanto que eu até acho que deve ser economista.

          • Rui F diz:

            Antónimo

            Não me misturo politicamente com gajos como tu

          • Tiago Mota Saraiva diz:

            Rui F, com esse comentário ficamos falados quanto a sectarismo. Vá lá para o PS, que eles têm lugar para si. Desde que se fique por comentar em blogues e não incomode os negócios.

          • Rui F diz:

            Não vou para o PS não Tiago. Nem que você me manda para lá.
            Prefiro lavar o meu voto com lexivia a votar em partidos podres ou reaccionários da pseudo esquerda.

            Mas isto não implica o dialogo e a partilha de ideias com reformistas ou sociais democratas convictos.

            Por isso os sectários e acantonados aqui, são unica e exclusivamente vocês.

          • Antónimo diz:

            Não me importo nada que me tratem por tu, mas gostava de perceber pq raios entrou agora o Rui F num nível de discurso de condutor português (que é sempre de tu cá tu lá) e mantém o VExa para o Tiago Mota Saraiva.

            O sectário-geral mais sectário-geral destas bandas gosta pouco que o contradigam, não é? Debate social-democrata e reformista só se o social-democrta e reformista concordar com o menino de contrário não brinca, não é? Contas e cálculos só se forem com os valores que lhe interessam à tese e desde que não entrem com os mais recentes que lha contradizem em toda a linha.

            Começou nesta casa por atacar sempre o PCP, para depois com as descidas eleitorais do BE passar a atacar também o BE a que parece mais ou menos regressado talvez na expectativa de uma aliança PS-BE.

            Acho que o melhor, Rui F., é formares o teu próprio partido que o teu discurso sinusoidal tem poucas hipóteses de entrar em fase seja com o que for que se possa juntar para mudarmos de vida.

          • Rui F diz:

            Antónimo

            Peço desculpa.
            Como se meteu na conversa…

            Exacto.
            Procuro plataformas dentro da minha frequencia de pensamento, descartando evidentemente as outras que pela forma e natureza com que evoluem no tempo, colidem com a minha frequência natural.

            O BE?
            Chega a vossa porrada para o jogar às malvas. Têm pavor politico de vocês.
            São afinal uma onda sem potência.
            Desilusão.

  2. Tima diz:

    Este blogue há muito que através do Bruno, do Renato e do Tiago (e outros que tais) que se tornou no mais acérrimo anti Bloco de Esquerda possível. Em vez de se preocuparem com a direita que fode o país têm antes como objectivo numa espécie de jihad, acabar com o BE na esperança vã e pateta de lhes ficarem com os 6% de votação.
    Com o trabalho canalha e continuado aqui neste blogue preferia mil vezes votar em branco se o BE acabasse do que meter o meu voto no PC, nestes cada vez mais ressabiados comunistas que mais não fazem neste blogue que uma campanha diária e rasteira a um partido de esquerda.
    Assim se vê o estado a que chegou o PC. Antes matar “camaradas” que lutar contra a direita. A cobardia fica-vos tão bem…

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      “A cobardia fica-vos tão bem…” diz o inspector Tima.

      • Tima diz:

        Sente-se inspeccionado? Que sensibilidade. Incomoda-se muito com quem lê a “maior” campanha bloguista anti-BE de que há memória?
        Para você deve ser uma medalha estar ao lado dos seus colegas do Blasfémias ou do 31 da Armada ou do Insurgente… Mentes gémeas quem sabe.
        Durma lá descansado que a cada dia que passa vocês cavam um fosso tão grande à esquerda que qualquer dia não passam de uma ilha desértica isolada sempre orgulhosamente sós.

  3. Augusto diz:

    Porque é que não organiza um seminário na sua Festa do Avante, com estas canções como emblema, para explicar aos aderentes do PCP , o que é ser de ESQUERDA, olhe que para muitos era uma lição preciosa.

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      Então e o Augusto porque é que não organiza uma viagem dos seus a Berlim para “negociar” com a Merkel. Se levasse na bagagem umas quantas viúvas de Sócrates da secção das causas fracturantes, a viagem ainda podia ser “enquadrada” por uma mordomia de eurodeputado.

  4. Augusto diz:

    E se nas próximas eleições para a Câmara de Lisboa , tiverem o PCP atracado ao António Costa, não se admirem , é tudo para bem do povo……

  5. artur. diz:

    O Antónimo é que vos malhou bem… com as contas que fazem até parecem economistas…! incha… ah ah ah ah ah ah ah ah ah

  6. Hugo diz:

    Tiago Mota Saraiva,

    escrevo para lhe manifestar o meu apoio e subscrever as suas palavras e ideias.
    Temos por aqui imensos “bloquistas” anti-comunistas, cheios de vontade para “acabar” com o PCP, são sectários e oportunistas!

  7. Orlando diz:

    Tiago, os teus pots são o maximo, perfilho das mesmas opiniões. Não tolero, nem posso aceitar que esta direcção do PS ( e as anteriores) sejam de esquerda, não falo de muitos dos seus militantes nem simpatizantes, falo das direcções e de quem está a comamndar ” as tropas”. Por este motivo, fico triste, por ver o BE, sempre a tentar um acomchego nos braços daqueles que foderam o país. Não dou credito a esse tipo de esquerda, que cada vez mais se tornou, numa esquerda caviar. Malho na direita trauliteira que nos governa e nos come vivos, mas com esses eu sei do que posso contar, agora com cata ventos, com esses não conto. Andam ao sabor das correntes e marés, plagiam inicitivas dos outros, gostam de andar na crista das ondas. Sem saco para essa das alternativas de esquerda, para abaixo assinados de pseudo independentes ( que nunca o foram), sem saco para tanto ajuntamento que nunca deu em nada. O objectivo desta malta toda, infelizmente é o isolamento de um único partido. Engana-se esse partido que pretendem isolar, está vivo e bem vivo. Mais um fim de semana e mais uma jornada na Festa, cada vez levo mais amigos a trabalhar, nessa que considero a mais bela de todas as inicitivas realizadas em Portugal.
    A vossa dor é que não conseguem destronar, aqueles que lutaram e lutam pela liberdade. Podem, espumar, gritar, inventar, tentar isolar, que os vossos intuitos não se concretização. Vão até à Festa e vejam com os vossos proprios olhos, já que pela televisão e jornais, não o poderão fazer, e depois tirem as vossas conclusões. Um forte e grande abraço.

  8. marta diz:

    ehpá, brincadeiras à parte, no video dos censurados, de há séculos atrás, em que éramos putos e dizíamos, não há pão pra malukos, eu devo estar lá, a vomitar que nem uma perdida as frases meio loucas, meio ingénuas desta malta. a malta que já nos idos de oitenta não acreditava que esta coisa pudesse vir a ser alguma coisa de jeito e entre a avenida de roma e a avenida dos eua, tão cheia de famílias pequeno-médio-alto burguesas, lá íamos tentando dizer algumas frases inteligentes, carregadinhos de substâncias ilícitas no bucho. vi muitos, mas muitos morrerem.

Os comentários estão fechados.