A moção de censura

O Presidente da República, Cavaco Silva, promulgou o retrocesso civilizacional que representam as alterações ao Código do Trabalho. O anúncio da decisão surge no meio de uma declaração em que Cavaco Silva menospreza os milhares de trabalhadores que estiveram envolvidos nas inúmeras formas de contestação ao referido diploma, o que o afasta, por vontade própria, da imagem do presidente de todos os portugueses.
Mas esta declaração política do Presidente valoriza a moção de censura do PCP, apresentada três dias antes. Não duvidemos que fora do parlamento a censura à trilogia que Sá Carneiro definiu como “uma maioria, um governo, um Presidente”, é bem mais expressiva do que a que será expressa nos votos dos deputados eleitos para a actual legislatura.
O mais curioso é que o combate a esta moção de censura tem sido encabeçado, não pelos partidos do governo mas pelo PS, através de varias intervenções organizadamente sequenciais e com maior actividade mediática que o próprio partido promotor da iniciativa. O PS de Seguro faz cada vez mais jus ao título de partido socialista mais à direita da Europa, que galhardamente disputa com o Pasok.
A moção de censura será mais uma oportunidade para a esquerda traçar uma demarcação política clara. Falta construir a esperança de disputar a governação com a direita.

Hoje no i

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

17 respostas a A moção de censura

  1. Gentleman diz:

    E ter uma legislação laboral que dificulta ao máximo despedir um notório incompetente que é apenas assíduo e pontual é o quê?
    Um avanço civilizacional?

    • De diz:

      Tretas.
      E alguma baba

      A legislação laboral é um retrocesso civilizacional.Ponto parágrafo.
      Gentleman quer fintar o facto e como é seu hábito reproduz o argumentário feito slogan dos patrões e da extrema-direita.Imita as pequenas manobras à “Relvas”.De camuflagem do que é essencial e do que está em jogo.
      Mas não passa.

    • Rafael Ortega diz:

      é um incentivo a contratos de seis meses

    • De diz:

      Gentleman quer mostrar que é competente na defesa do patrão e do seu ídolo Cavaco Silva?
      Não tem medo de ser despedido.Tem medo é do que possa acontecer aos pulhas que defende.Age como qualquer agente de extrema-direita.Como age este governo.Não tenhamos medo das palavras porque é disso que se trata
      Ora vejamos um pouco mais de perto este peculiar código de trabalho que esta coisa quer resumir ao seu hipócrita comentário demagógico e peçonhento.

      Citemos:
      “Há quem seja de direita para defender os seus interesses, tu és de direita porque odeias os operários”
      Esta frase é dita por um grande industrial para o seu cunhado no filme (já bastante antigo, diga-se) “As grandes famílias”, baseado no romance homónimo de Henry Troyat.
      E continuemos a citar:
      ” Esta é a primeira questão que se pode colocar face às alterações da lei laboral propostas pelo atual governo que assim assume medidas de extrema-direita.
      Não será necessário repetir que estas alterações representam formas agravadas de exploração. É o caso da eliminação de feriados, redução dos dias de férias e descanso obrigatório, os cortes no pagamento do trabalho extraordinário, o banco de horas, etc.
      Os argumentos sobre competitividade são uma grosseira e perversa mentira.
      Antes do 25 de Abril já estas questões tinham sido objeto de luta dos trabalhadores, tanto por adequado pagamento como pela não aplicação de impostos adicionais a seu cargo sobre as mesmas. O que se pretende agora é um retrocesso de décadas, o retorno a configurações sociais idênticas às do fascismo, na legislação laboral, na saúde, na educação, no poder local.
      É bom pensar até onde é que irão se não forem travados.”

    • Bolota diz:

      Gentleman,
      `
      É como diz o De, tretas e baba.

      Olha esta sem alterações ao Código do Trabalho.
      Um individou trabalhava numa empresas de distribuição como fiel de Armazem á 20 e muitos anos e ganhava na ordem dos 1.300 euros brutos.
      A empresa entrou em processo de insolvencia e vai para o desemprego e vai ganhar 900 e picos.
      A empresa no entanto volta a laborar com outro dono e é deademitido a ganhar 750 €. Nem vou classificar todo o processo, mas diz-me apenas, mas alteração ao codigo do trabalho para quem???

      Só mais uma nota…sabes quem entrou com a narta para a reabilitação da empresa??? Dou-te uma dica, o Alvaro aquele do coiso foi á inauguração de uma loja de bairro.
      Sabes quantos estão presos devido á má gestão e roubo???? Nicles

      Atina porra

  2. eu diz:

    Talvez o sr.gentleman queira rebater isto!http://comunidadestalin.blogspot.pt/2011/01/escritora-ana-l-strong-escreve-sobre.html
    Se não o consegue ,despeço-o já!
    Abraços ao competente do dias loureiro,rui rio ,isaltino,,loureiro,joão jardim,oliveira costa,cardoso e cunha e, ao 1º ministro miguel relvas-já agora,o q foi fazer à ocupada polónia?foi com o dinheiro dele,ou com o NOSSO?É q se quero ir ao football,pago do meu bolso!É a ‘piquena’ diferença….
    Ah! malta da casapia,está com saudades do órico de mello,e do …..

    • Baresi88 diz:

      Já conhecia o texto e realmente as verdades vêm sempre ao de cima, infelizmente não com a mesma força com que devia, e não consegue passar a mentira tantas vezes contada, que as pessoas acreitam que seja verdade.

  3. eu diz:

    xor.gentleman,antes q comece a ler os slides já se começa a saber quem ficou com o unto dos submarinos,se é q me está a perceber:o CHERNE,para além do assassino de velhinhas, do careca canceroso,asqueroso, duarte lima!
    É só gente competente,assim como aqueles que ‘elevaram’ o PIB de 2.6% ao ano ,por 0.2%.Foi um avanço civilizacional,está visto!

    • Baresi88 diz:

      Quando chegar a vez do Gentleman de ser fodido, o amor por esses traidores ditadores pode ser que acaba tão depressa como começou! Ou ainda lhes pede em casamento tal o amor que esse gajo tem por eles.

      • Bolota diz:

        Baresi88,

        Mas quando chegar a vez do Gentleman de ser fodido??? Ele já está a ser fodido á força toda , seja ele quem for, não dá é por isso porque já tem as aldrabas todas maradas.

  4. eu diz:

    Xor gentleman,como explica estas questões muito bem postas,aqui no http://foicebook.blogspot.pt/ ?Vocermercê,que parece um cavalheiro inducado,assertivo que nunca responde acerca da fina flor da pulhice,da escória transformada em gente com padrões altos de humanidade,a fina flor do ‘pensamento’ desumano.O que são os esquadrõess da morte tanto na América Central/Sul,Líbia,Afeg.Iraque e agora os ‘libertadores ‘ ‘democráticos’ na Síria? An improvement in the Human kind?
    Sasbe que mais?Vá-se foder!

  5. De diz:

    Gentleman quer reduzir a questão ao slogan rasteiro copiado provavelmente de um rasteiro economista de turno lá pelos lados do gabinete de Coelho.Pois não passa.

    As frases citadas são de Vaz de Carvalho,num artigo intitulado “As alterações às leis laborais:O governo assume medidas de extrema-direita”
    http://www.odiario.info/?p=2433
    Vale a pena lê-lo todo.
    E conferir o que esconde o pequeno fraseado propagandístico de Gentleman ao serviço dos pulhas que fizeram tal lei.
    A extrema-direita a avançar.Sob s suave pivete dos cavalheiros de ocasião

  6. M.D. diz:

    Só deve ter medo destas alterações ao código laboral, quem não competente, quem quer andar na balda, e quem não é honesto.

    É como aquele ditado, “Não faltes muito tempo ao trabalho, que algum dia alguém ainda nota que nao fazes lá falta…”

    • De diz:

      MD pontifica para dizer o quê?
      Apenas e tão só para mostrar solidariedade ao patrão.E mostrar até que ponto é desonesta ao acusar as vítimas deste governo neoliberal (constituído por capos mafiosos) de desonestidade ou de incompetência.
      A dona não se coíbe.Acompanha gentleman na sua baba. E as suas atitudes extremistas próprias de quem pensa que será aceite este retrocesso civilizacional.
      O roubo dos ordenados,das pensões,dos dias de férias,dos dias feriados, da institucionalização da bolsa de horas é um ajuste de contas com o mundo do trabalho a favor do capital.O patronato bate palmas.Alguns dos seus capangas tentam fazer passar a mensagem transmitida pela canalha que nos governa.
      Sorry MD.
      O nome aos bois.Sempre.Mesmo que travestidas de desonestas dondocas a acusar outros de desonestidade

  7. Gentleman se eu fosse patrão tu era o primeiro a ir para o olho da rua com a legislação que tu defendes…para além de analfabeto político, és iliterato…uma tristesa.

Os comentários estão fechados.