Em que é que ficamos führer Relvas?

“A serem verdadeiras, as imputações feitas pelo CR ao Dr. Miguel Relvas revestem uma gravidade extrema, desde logo pela circunstância de ser um titular de um cargo público, além do mais ministro, e especialmente por ser o membro do governo responsável pela área da Comunicação Social. A confirmarem-se, o Dr. Miguel Relvas deixaria de ter condições para manter-se no Governo, e muito especialmente com as responsabilidades governativas que tem.”

Passagem do comunicado do Sindicato de Jornalistas.

Aqui é acusado, aqui nega, aqui desculpa-se e aqui recusa comentar, mas em lado nenhum se encontra a sua demissão. Posto que está demonstrado não ter estrutura moral para se demitir, resta saber quanto do seu mandato está Passos Coelho disposto a prescindir para manter à tona o saudosista Miguel Relvas.

Quanto à bafienta direcção do Público, que releva a importância deste caso por “lidarem com situações do género com muita frequência”, é desta que abdica de anos a corroer o jornalismo, a ferir a liberdade de informação e a destruir o órgão que lhes foi confiado?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

20 Responses to Em que é que ficamos führer Relvas?

Os comentários estão fechados.