Crescente desigualdade nos EUA

O 12º relatório do Economic Policy Institute sobre o mundo laboral nos EUA revela números escandalosos:

      • Em 2011, os chefes executivos (CEOs) eram pagos 231 vezes mais do que o trabalhador médio. Para comparação, em 1965, CEOs eram pagos 20 vezes mais que o trabalhador médio.
      • A análise revela também que a compensação dos CEOs aumentou 725% entre 1978 e 2011 – um valor substancialmente superior ao crescimento do mercado de valores –, enquanto que o rendimento dos trabalhadores apenas aumentou 5.7%, no mesmo período.
      • Entre 1979 e 2007, os com rendimentos no topo 1% viram seus rendimentos subir 156%; os do topo 0.1% aumentou 362%; por contraste, os do 90% inferior aumentou apenas 17%.

Rácio rendimento CEO vs trabalhador

Este relatório saiu ao mesmo tempo que dados do Gabinete das Estatísticas Laborais, dos EUA, revelou que em Abril 12.5 milhões estavam no desemprego, uma taxa de 8.1%. Cerca de 41.3 % dos desempregados em Abril estão nessa condição há mais de 26 semanas.

Sobre André Levy

Sou bolseiro de pós-doutoramento em Biologia Evolutiva na Unidade de Investigação em Eco-Etologia do Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa
Este artigo foi publicado em André Levy, Sistema Económico e Financeiro and tagged . Bookmark the permalink.

6 Responses to Crescente desigualdade nos EUA

Os comentários estão fechados.