É uma fé!

Num rés-do-chão lá do meu bairro, uma micro-igreja de origem brasileira foi substituída (a julgar pelo tipo de ruído que chega à rua) por um estabelecimento clandestino de jogo da batota.

É caso para dizer que, da maneira como as coisas estão, já nem a fé num futuro menos mau vai lá com rezas…

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.