SUSPENDERAM A DEMOCRACIA SEM HONRAS DE TELEJORNAL? Pelo sim, pelo não, a CGTP devia armar os piquetes na próxima greve geral.

Ao que parece, uma milícia alemã, alegadamente armada, foi contratada para reprimir e furar uma greve com bloqueio, na Bélgica. Em resposta, os trabalhadores terão sequestrado os “membros da empresa de segurança” e estes só puderam sair da fábrica depois da intervenção da polícia belga, sendo que ainda não se percebe bem que consequências este episódio está a ter ao nível de ambos os governos.

Face a isto, será que a generalidade dos produtores de informação não entende que estes sejam factos suficientemente escandalosos para prescindirem do respectivo tratamento noticioso? Porque não é confrontado o Durão Barroso, a Angela Merkel ou mesmo o Passos Coelho? O que acha do acontecimento o musculado Miguel Macedo? O que cala tudo e todos sobre este assunto?

A suspensão da democracia e o ataque à histórica conquista do direito à greve mal foi notícia na Bélgica e na Alemanha, onde tudo se passou e de onde os mercenários são oriundos, e está a ser completamente silenciada na maioria dos países da Europa, sobretudo onde o resultado das greves tem tido maior impacto e várias são as que têm vindo a fazer frente à austeridade.

Já sabemos que as revoluções só são anunciadas depois de ocupada a principal estação de televisão, que uma parte importante dos jornalistas fecha os olhos a sistemáticas violações dos direitos, liberdades e garantias e que a luta dos trabalhadores raramente sai do rodapé dos principais meios de comunicação, mas estaremos capazes de tolerar aquilo que já ninguém consegue esconder?

As únicas notícias que se encontraram na rede sobre o assunto podem ser lidas nos obscuros Flanders News (de onde foi retirada a primeira fotografia), no Le Quotidien, no Le Vif, no 7sur7 ou no militante Die Rote Fahne. O que se passa com o Público, o El País, o Le Monde, o Die Welt ou o Independent? E as rádios e as televisões? Se não é tudo distracção ou uma cabala, quem está a  gritar por tamanho silêncio?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

17 Responses to SUSPENDERAM A DEMOCRACIA SEM HONRAS DE TELEJORNAL? Pelo sim, pelo não, a CGTP devia armar os piquetes na próxima greve geral.

  1. Pingback: “O recurso ao que várias testemunhas descrevem como milícia privada e a violência com que ela parece ter operado revela comportamento inqualificável digno de um outro tempo e violam os princípios fundamentais do nosso Estado de Direito” |

  2. Pingback: Quem cala, consente? | cinco dias

Os comentários estão fechados.