Uma ironia gráfica sobre o novo partido de esquerda

Ao cuidado do Manuel Afonso e do Francisco Louçã, codificada de modo a que o Luís Fazenda não perceba nada do assunto e que o Fernando Rosas, o José Soeiro e a Gui Castro Felga achem a sua piada. O Manifesto saiu não saiu? Então esses já não precisam de sarcasmo.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

5 Responses to Uma ironia gráfica sobre o novo partido de esquerda

Os comentários estão fechados.