À Queima-Roupa

Será que o NTS também foi um daqueles que não quis, realmente, manter-se vivo? Como é que se alega que o tiro foi dado no marco de uma perseguição se ele é dado de cima para baixo e com a viatura parada? Mesmo que fossem falsas as declarações das vítimas, como é que a bala entra lateralmente, pelo lugar do pendura? Para quando as conclusões da investigação aberta pela PJ?

Mais informações nesta posta do Ricardo Santos Pinto, na reportagem da TVI e no Tugaleaks.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to À Queima-Roupa

Os comentários estão fechados.