Não somos a Grécia; podemos acabar pior

Com o OE 2012, o governo português está a copiar as piores políticas gregas. Repete que não somos a Grécia, mas acelera no seu encalço.
Repare-se que na Islândia, igualmente sob uma intervenção agressiva do FMI, a mobilização popular não deixou que os prejuízos privados passassem para o erário público. Não se salvaram bancos ou seguradoras, renegociou-se a dívida, apostou-se no reforço da democracia e os dirigentes do país responsáveis por políticas ruinosas estão a ser julgados. Hoje vêem-se os resultados.

No i

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

3 respostas a Não somos a Grécia; podemos acabar pior

  1. Por isso é que a Islândia é um país desenvolvido!

  2. Zuruspa diz:

    Näo é nada, os islandeses säo uns pobretanas. Tal como os suecos e finlandeses e demais povos sob o jugo de um verdadeiro Estado Social.
    Agora cale-se e vá ver a gorda da Casa dos Segredos…

Os comentários estão fechados.