Paz às vítimas dos Onzes de Setembro. Com sempre reiterado repúdio. E condolências.

Santiago, Chile, 1973

New York, EUA, 2001

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

6 respostas a Paz às vítimas dos Onzes de Setembro. Com sempre reiterado repúdio. E condolências.

  1. JDC diz:

    Você está a destoar com os seus colegas: então não sabe que o 11 de setembro americano foi merecido por tudo o que os americanos andaram a fazer pelo mundo?

    • paulogranjo diz:

      Sei que não é isso que pensam aqueles meus “colegas” que conheço há décadas, e duvido muito que pense isso a maior parte dos restantes.
      Isto é, entretanto, um espaço plural e livre.
      Se não o fosse, eu estaria aqui a mais – mesmo que as posições “autorizadas” fossem exactamente iguais às minhas.

  2. Von diz:

    A comparação, se a ideia é comparar, não faz sentido. Querer contabilizar vítimas, teria de incluir as chinesas de Mao, as cambodjanas de Pol, as russas de Lenine e Staline, as norte coreanas de Kim e tantas e tantas outras das ditaduras, de Fidel a Mugabe, de Cheney e Rumsfeldt a Honecker, de al-Bashir a Papa Doc. E contabilizar vítimas, comparando atrocidades, é minimizar umas em detrimento de outras. Todas as ditaduras, TODAS, são execráveis. Tal como desculpar algumas delas.

    • paulogranjo diz:

      Qualquer contabilismo é obsceno.
      Mas, se não percebe a motivação do post, confesso que não é muita a minha vontade de lha explicar.

    • rato zinger diz:

      E aquelas ‘democracias’ que são tão parecidas com ditaduras.Ele há as bitaduras.
      Já agora,dê um abração a esse expoente moral,desse grande partido onesto e trabalhador,o psd, Dr. duarte lima!

  3. Carlos Fernandes diz:

    Parece que o comentador Von não sabe que o que aconteceu no Chile também foi a 11 de Setembro (daí este post), e note-se que não sou minimamente um apoiante de Allendes ( e nem de Pinochets).

    Há muita gente à “esquerda” e à “direita” que ainda tem os umbigos inchados e os olhos formatados com as palas de burro sem o saberem, quando descobrirem que quem financiou a Lenine e a revolução russa foram uns certos e determinados capitalistas americanos, até caem da cadeira de admiração…

Os comentários estão fechados.