O Homem que Gostava de Cães

Leonardo Padura confessa aqui que fez uma cronologia de 800 páginas antes de escrever este romance, que conta a história de Trotsky e do seu carrasco, Ramón Mercader. É um extraordinário romance escrito por um cubano, que vive e escreve, criticamente, sobre Cuba, o que não deixa de ser também parte do enredo. O Homem que Gostava de Cães é uma história de fôlego de investigação, mas também um romance que nos transporta, imaginativamente, para os pensamentos de Trotsky, um dos homens mais importantes do século XX. Nas primeiras páginas lê-se que queriam enterrar a história com a queda do muro, justamente quando se começava a pensar nela… Imperdível.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

20 Responses to O Homem que Gostava de Cães

Os comentários estão fechados.