O imperdível “Pina” de Wim Wenders

Vá lá que, completamente fora de horas e depois de tanto engonhar, ainda fui a tempo de ver no cinema o filme/documentário/experiência paralela sobre a coreógrafa Pina Bausch. Mesmo quem, como eu, tem pouquíssimo contacto com a dança e com artes performativas corporais do género, pode e deve achar a obra de Wenders bastante interessante. Pela força dos testemunhos e pela forma peculiar como são apresentados, pela música globalmente magnífica e pela extraordinária interacção com a imagem e, acima de tudo, por ser uma homenagem singular e muito, muito bonita.

“Dancem, dancem, ou estamos perdidos”

O trailer:

Eis uma das músicas da banda-sonora que me encantaram durante a sessão de cinema. Da autoria de um compositor japonês chamado Jun Miyake e interpretado por uma menina chamada Lisa Papineau:

 

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 Responses to O imperdível “Pina” de Wim Wenders

Os comentários estão fechados.