Algumas notas rápidas sobre o aumento do IVA na electricidade e o engodo das tarifas sociais

1. Segundo a DECO,  43% da factura de electricidade não está dependende do consumo da mesma mas de “taxas extras” que revertem para a EDP (a mesma que será privatizada).

2. Segundo a DECO também, a poupança por familia com a nova tarifa social situar-se-á entre os 0,60 e os 0,80 € por familia. Os valores considerados para este ano variam entre os 0,19€ e os 0,79€ (valores sem IVA), dependendo da potência contratada.

2. O IVA a 23% para a electricidade não distinguirá entre ricos, pobres e remediados. É a sua natureza de imposto universal. Se considerarmos uma factura média de 40€ de consumos, disponibilidades e taxas  (que não dará sequer para ligar muito tempo uns aquecedores no Inverno, mas o Ministro da Educação já deverá ter um estudo que relaciona a fraca condição económica com uma forte resistência às adversidades climatéricas) e lhe acrescermos um IVA de 6% temos um valor a pagar de 42,4€. Se considerarmos o novo IVA de 23% , teremos um valor final de 49,2€. Deste valor, não podemos ignorar que 21,2€ são taxas que irão directamente para o bolso dos futuros donos da EDP privatizada.

3. Tomando por base os valores da DECO, podemos dizer que a poupança anual por familia com a anunciada Tarifa Social se situará entre os 7,2 € e os 9,6€.

4. Com o aumento do IVA para 23% no preço da electricidade e considerando o valor de 40€ de consumos e outros, o montante a pagar a mais anualmente, apenas no aumento do IVA, será de 81,6€ ou de 72€ (com a aplicação do dito “desconto social”)- quase 9 vezes mais do que a ridicula taxa social.

Resumindo, e considerando uma factura de 40€ sem IVA:

Para um consumo  efectivo de 22,8€ de electricidade, cada consumidor passará a pagar mensalmente 49,2€ , dos quais 26,4€ destinam-se directamente a imposto ao estado e a lucro para os accionistas desvinculado do consumo efectivo.

Os mais desfavorecidos- sempre presentes no discurso preocupado do Governo, mas ausente na sua prática- incluindo os reformados da pensão de 189€, verão agravada a sua situação financeira em 72€ anuais apenas no aumento do IVA, ou seja 38% da sua reforma mensal. No que concerne às taxas já referidas que não estão associadas ao consumo, e tendo em conta a referida factura de 40€ mensais, o valor a pagar anualmente será de 249,7€ ou seja 132% do valor da pensão referida.

Quando o Governo apregoa a sua sensibilidade social e diz que não vai desvalorizar as pensões mais baixas é caso para dizer, roubem-nos mas não nos tomem por lorpas, por favor…

 

 

 

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

25 respostas a Algumas notas rápidas sobre o aumento do IVA na electricidade e o engodo das tarifas sociais

  1. número de CIRCO

    senhor ministro
    – deixemos de exercícios ilusórios

    quem tivesse o “instinto”
    de que tinha que vir
    a apertar o cinto

    não teria já
    providenciado
    suspensórios?

  2. a anarca diz:

    http://www.youtube.com/watch?v=uKHgVN7Bjww&feature=related
    basta seguir a moda 🙂
    com o custo da energia ninguém vai precisar de plasmas
    que tal uma acampada nos pingos doces LOl

  3. a anarca diz:

    adenda 🙂
    para quem não é cego e é só surdo !

  4. Bolota diz:

    Fortes,

    Passos Coelho, deu ontem um enormissimo tiro no pé ao apelar ao dialogo e á consertação social da forma que o disse.
    Senão repare, quem calar mais esta injustiça social motivada com o aumento do IVA no gaz e na luz ou é pravo ou é doido porque aceitar isto de animo leve não faz sentido MENHUM. Ele devia era estar calado para não provocar reacções ás suas palavras.
    Mas como o PS esta a banhos e o BE de ferias prolongadas….

    • De diz:

      Bolota:
      O Poder nunca deu nada.Pelo contrário ainda tenta roubar mais.
      Quem calar esta roubalheira e este escândalo não merece o pão que come
      É que só quem luta pode almejar resultados.

      • Bolota diz:

        Resultados que serão tantos mais relevantes, quanto maior for a participação.
        De, mas como já não sou novato nestas coisas, temo que o CIRCO seja montado de forma a que os resultados não seja os esperados…Até porque há um promenor importante, sem o PS virado para a esquerda, coisa que não acontece até pelo contrario, espera-nos uma longa e tramada acção de luta.

        È descabido eu falar em passar-se á CLANDESTINIDADES????

        Abraços

  5. Diante do aumento dos transportes, da água, da luz e do gás proponho que organizemos boicotes nacionais. É o nosso dever de desobediência. É o nosso dever de resistência!

    Para a EDP: lançar um boicote nacional de não consumo durante um ano a iniciar em setembro todas as quintas das 21:50 às 22.00. É preciso contactar outros grupos, é preciso um cartaz, é preciso uma palavra de ordem (sugestão: DESLIGA A INJUSTIÇA). Que vos parece?
    Para a água: tenho uma ideia, mas seria melhor falarmos pessoalmente.
    Para os transportes: lançar uma campanha de não pagamento, andar à borla para setembro como já tenho visto por aí…. podíamos constituir vários grupos de 10 a 15 pessoas amarradas (de forma a não poderem dar a identificação) que, num determinado percurso de metro ou de autocarro, entrariam todos juntos e sem pagar.

    Digam coisas! Acrescentem, modifiquem…Pensemos juntos no que podemos fazer.

  6. De diz:

    Viram por aí o Sr Katulo?A apregoar as loas do capitalismo perene e vencedor?

  7. Marina Fátima diz:

    Boas! – Surpreende-me que – qualquer governo chegando ao poder só consiga aumentar os impostos, seja directos ou indirectos, para “resolver” o problema do país. Pois, na verdade, qualquer leigo na matéria para pagar à troika, faria isso. Assim sendo, pede-se melhor! – Se letrados, se creditados, então favor de pensarem sério. Está na altura de pensarem com seriedade, olharem o povo como se de seus filhos de tratasse. Alguma mãe deixaria seus filhos mal nutridos, desdentados, abandonados ao azar (pois, o futuro não se apresenta risonho – a continuar-se com estas políticas); Reponham a classe média, ela era a que equilibrava a balança entre ricos e pobres. Tomem como exemplo o que se passou em Inglaterra, mais um rastilho para o que virá…

    • Omega-3 diz:

      Por aqui se vê a excelência dos economistas do PSD(esse partido de diasmloureiros,cardozo e cunhas e outros LADROES e,que não tem direito a governar a coisa pública!).Fazem figuras de palhaços,ao apontaraem para porem palitos com a bandeira portuguesa(não lhe advém à sua cabecinha genial e de expert que com a entrada no euro portugal perdeu a soberania.Ele pensa:’que se fodem pq estou aqui para seguir os diktatsda troica-nem lhe passa pela cabeça a dívida odiosa nem o fartar vilanagem dos criminosos do psd,madeira ganhos do presidente alzheymer com o BPN-ele está a facturar e , a gozar!!!!Um golpe de estado precisa-se e,Justiça,MUITA JUSTIÇA!!!!

      • De diz:

        É tempo da união.De todos.Todos sem excepção.Quaisquer que sejam os nossos ideários,quaisquer que sejam as nossas mágoas…
        É tempo de partirmos para a luta.Juntos
        Organizados(como alguém dizia-organização ,organização ,organização)
        Ou auto-organizando,ou planeando juntos,ou aproveitando exércitos já estruturados e em marcha-quaisquer que eles sejam.Do PCP ou do BE.Ou outro em formação
        Já ninguém tem medo dos comunistas.Por isso é que os Katulos esbracejam
        Já ninguém tem medo da luta.
        (Quem não combate tem o destino traçado)
        Há divergências?Ainda bem que as há
        Mas o inimigo está à nossa frente com armas poderosíssimas

        Porque não unir esforços?
        Porque não não utilizar os meios já existentes?Sem complexos.Com determinação
        Devemos é ter receio dos inimigos.Não dos que connosco querem lutar
        Quaisquer que estes sejam
        Teremos depois todo o tempo do mundo para acertarmos divergências e assumirmos diferenças.
        Mas agora o tempo que nos resta é escasso.É preciso cerrar fileiras

    • Omega-3 diz:

      Minha srª,i é uma questão de luta de classes,não de filhos e enteados.E,de PODER!E,quem deu o poder foi o bom povo ignaro,estulto e orgulhosamente ignorante com a ajuda ods media pluralistas q pertencem todos a grandes corporações,de referencia,responsáveise de PROPAGANDA!

  8. Horizonte XXI diz:

    Qualquer que seja o rosto, a questão de fundo mantêm-se, (um pequeno grupo de pessoas decide sobre a vida de milhões que servem para pagar as facturas), o que tem de mudar é o sistema.
    Elege-se um governo que 90% da população não sabe qual o programa mas sim a cara do representante, e como acréscimo esse programa pode não ser cumprido ou pode até ser feito o seu contrário.
    O homem que se quer livre em pleno século XXI tem de requerer uma mudança.
    No minimo temos que evoluir para uma democracia directa ou referendária.
    Todas as decisões têm ser tomadas pelos cidadãos sob pena de vermos construido algo que não queremos, (como de resto se apresenta o presente)
    A vontade dos cidadãos tem de contar mais ou a liberdade vai contar cada vez menos.

  9. victor ribeiro diz:

    E quanto do custo da electricidade em Portugal vai para as energias renovaveis?

  10. Luis diz:

    ” mas de “taxas extras” que revertem para a EDP (a mesma que será privatizada).”

    Tanto esforço para escrever, mas nenhum para ler a fonte ….

    O que a DECO diz é que as taxas revertem para “A EDP, as energias renováveis e a co-geração”. Aliás, é um assunto já largamente discutido, e que ciclicamente volta às manchetes.

    É um bocado chato ter que ser rigoroso nestas coisas, mas enfim.. as energias renováveis são uma maravilha, só é pena custarem 10 vezes mais.

Os comentários estão fechados.