Escolhidos por nós, por Deus ou pela consanguinidade? Que revolução fez o povo em nome do Rei?

A extrema-direita pró-templária, com gostos exóticos, ainda não percebeu que tem sido o povo a mandar a monarquia para o museu de antiguidades. Outra coisa não seria de esperar. Não há experiência republicana, fascista, liberal ou estalinista, que supere o sangue derramado pelas baionetas da corte, dos longínquos cruzados, passando pelas medievais fogueiras da inquisição e acabando na moderna coroa de Isabel II. São demasiados séculos a trocar mordomias pela vida da prole e enquanto estes não fizerem revoluções chamando pelos escolhidos de Deus, os régios não terão como falar em seu nome e só lhes resta continuar à espera de uma manhã de nevoeiro.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

24 Responses to Escolhidos por nós, por Deus ou pela consanguinidade? Que revolução fez o povo em nome do Rei?

  1. Pingback: Afinal quem quer ser rei é o Renato « Causa Monárquica

  2. Pingback: É simples João Gomes de Almeida e Paiva Monteiro: quem quer acabar com o mais importante dos referendos, não merece referendo nenhum. | cinco dias

Os comentários estão fechados.