O maravilhoso mundo do negócio da “solidariedade social”

A propósito desta notícia, lembro o dia em que denunciámos excesso de crianças por educador de um determinado infantário e a resposta de um tal Pedro Marques, zelador-mor do negócio da “solidariedade social”: todos os infantários mentem no número de crianças.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.