Os «Rapazes de Scottsboro» e o Movimento Operário norte-americano nos anos 30

Entrada Livre

Aberto a investigadores, estudantes de licenciatura e mestrado e público em geral

Organização: Grupo de Estudos do Trabalho e dos Conflitos Sociais/Instituto de História Contemporânea da FCSH/UNL

Sessão com Andrew Lee – Investigador, Bobst Library/New York University
Coordenação: Raquel Varela

Em 1931, 9 rapazes sem-abrigo que circulavam gratuitamente nos comboios norte-americanos, prática comum no auge da crise de 29, são presos, acusados de violação de duas mulheres brancas. Condenados à morte viram mais tarde reconhecida a sua inocência. Entretanto, o caso tornou-se num símbolo da miséria dos anos 30, da condição dos negros nos EUA e do internacionalismo operário, devido à campanha de solidariedade de que foram alvo, e da qual fez parte o Partido Comunista dos EUA.

Dia 28 Junho terça-feira, 18-20 horas

Local:Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL

Edíficio de I&D, 18-20 horas, sala 07

Av. de Berna, nº 26, Lisboa

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Os «Rapazes de Scottsboro» e o Movimento Operário norte-americano nos anos 30

Os comentários estão fechados.