Coisas das eleições

No distrito de Santarém, onde passei alguns anos da minha vida, um dos melhores deputados do anterior parlamento, o Zé Guilherme Gusmão, acabou por não ser re-eleito.

Como se diz por lá, «essa coisa das eleições tem porras…». Mesmo quando a injustiça é flagrante.

Vá lá que, ao fechar da contagem, um outro de entre esses melhores, o Tó Filipe, conseguiu os votos necessários. Não se perdeu tudo, só uma óptima metade.

Para ambos, um abraço bem apertado e amigo.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

16 Responses to Coisas das eleições

Os comentários estão fechados.