Ser solidário, assim…

No Jornal de Negócios lê-se que o PSD quer obrigar os desempregados que recebem o subsídio de desemprego e os beneficiários do Rendimento Social e Inserção a trabalhar três dias por mês numa instituição pública ou do chamado sector social. Ou seja, uma pessoa é obrigada a trabalhar – sem receber um salário – com a ameaça de que se não o fizer lhe cortam o subsídio por estar desempregado (que deve ser culpa da pessoa, pois claro) ou por ser profundamente pobre (que também é culpa da pessoa, que ser pobre é uma coisa deliciosa).

Pois bem, isto só tem um nome e não é tributo solidário: é trabalho forçado. E se chamam a isto solidariedade…

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

11 Responses to Ser solidário, assim…

Os comentários estão fechados.