GRILHÕES SEM SUFRÁGIO: Sem democracia valha-nos a luta, a desobediência e a pólvora!

Escandinavo, como manda o protocolo na hora do chicote, já tratou da Irlanda e da Grécia. Poul Thomsen vem fazer de carrasco de uma política que nenhum governo conseguiria aprovar no actual contexto político e cuja aplicação, a confirmar-se, será feita em ditadura. Sem pruridos, a burguesia faz o que sempre fez quando precisa e manda o espectáculo democrático à merda. Falta à esquerda fazer o seu trabalho, ocupar as ruas e como mandam outros protocolos, ponderar o regresso à luta armada. Vamos esperar pelo 25 de Abril para sair à rua? Pela CGTP? Pelas Gerações à Rasca? Pelo BE? Pelo PCP? Para quando uma coligação que varra do mapa quem nos coloca os grilhões sem sufrágio?

O FMI já aterrou na Portela e o Poul Thomsen é a pêra verde do PS, do PSD e do CSD, em suma, da direita de sempre. Em que quintal se encontra limão doce e quem é que sabe tirar nódoas de amora?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to GRILHÕES SEM SUFRÁGIO: Sem democracia valha-nos a luta, a desobediência e a pólvora!

Os comentários estão fechados.