– Ó Luís, fico bem na fotografia?

À luz do que foi declarado pelo governo, com especial relevância para as afirmações de Sócrates e Teixeira dos Santos, a entrada do FMI é absolutamente surpreendente. Recordemos que, na entrevista que Sócrates deu há três dias, afirmou de forma clara que não iria haver necessidade de recorrer ao “fundo de resgate”. Ora das duas uma, ou Sócrates é um mentiroso compulsivo com perfeita consciência que nos estava a enganar a todos – esta é a hipótese mais benigna, ou Sócrates é um louco desvairado sem qualquer capacidade de prever e controlar a realidade do país que governa. Em qualquer dos casos cai a mascara do político determinado e não devemos deixar de recordar que Sócrates afirmou que não governaria com o FMI o que, depois do dia de ontem, só pode ter como consequência a sua retirada da cena política.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to – Ó Luís, fico bem na fotografia?

  1. M. Abrantes diz:

    Em qualquer dos casos cai a mascara do político determinado (…)

    Tiago, fico espantado com os seus comentários, e mais alguns neste blog, e mais alguns em alguns blogs de direita, e mais alguns de outras andanças. Cai a máscara? Está a querer dizer que só agora vislumbrou o rosto do pm?

  2. a anarca diz:

    O Socrates devia ter saído dali acompanhado ou por policias ou por enfermeiros.

  3. Marota diz:

    Portugal tem os políticos que merece, a porcaria de televisão que merece, os ordenados que merece, as estradas que merece e assim por diante… já deixei de ter pena de mim/nós. Tive que começar a encarar a situação com o folclorismo necessário, habitual do turista, para evitar a depressão. Tanta mediocrice que até se torna castiço. Foi um prazer acordar hoje com as notícias de topo do dia! Até há pouco, as únicas notícias que por aqui se viam sobre Portugal, eram indirectas. Eram imagens do palerma, nas suas frequentes tentativas de aproximação da Angela para lhe dar abracinhos e uns beijinhos – não sei qual das duas notícias a mais agradável: ver o lambe-botas pelintra em fato de luxo atrás da Angela ou a notícia de hoje.

    • Jonas diz:

      Oi Marota,

      Será que Portugal te merece?
      Onde é que tens andado metida que tanta falta nos fazes?
      Mostra-te rapariga, que precisamos de gente esclarecida como tu.
      Já agora, se todos e tudo o que vês é mediocre qual é, na tua opinião, a tua classificação?
      Deves rebentar com a escala….

      • Marota diz:

        Jonas, infelizmente não sou melhor nem pior que os outros…
        sou também tão mediocre como tu ;). Portugal não me merece,
        nem precisa de mim, aliás aí não havia tampouco sítio algum onde eu
        pudesse exercer aquilo que aprendi. Por isso vivo aqui no exílio,
        triste e frustrada por não poder estar perto de ti. Bussis muitos, marotos
        da Marota só para ti.

        • Marota diz:

          É pá, já fiz asneira. Fiz uma troca baldroca. Quiz dizer que eu não
          mereço Portugal e não o contrário… Bem Jonas, não fique furioso,
          ok? O meu portugues anda muito emigrelas…

  4. José Jardim diz:

    Já há muito devia se ter submetido a uma consulta no Júlio de Matos para um posterior internamento.O País e os Portugueses ficavam muito a ganhar.

  5. Luís Rocha diz:

    Não, não estás bem na fotografia… mas se saíres a tempo do palanque pode ser que este escarro que tenho na garganta vá parar à cara dos banqueiros que tens atrás de ti.

  6. JMJ diz:

    “retirada da cena politica”?

    e vai fazer o quê o tipo? Vai aprender inglês? Meninos destes só sabem é aldrabar, enganar, mentir, extorquir e outros verbos acabados em roubo.

  7. Leo diz:

    Recusando a intervenção financeira externa que o Governo ontem anunciou, o PCP usará todos os meios ao seu alcance para a combater. Neste sentido, anunciamos a convocação de uma grande acção de indignação e protesto, um comício a realizar no próximo Sábado dia 9, pelas 17h30 na Rua Augusta em Lisboa, sob o lema: “Contra a ingerência e o desastre. Por uma política patriótica e de esquerda”.

    Contando com a participação de muitos comunistas, o PCP apela a todos os patriotas e democratas que se sentem agredidos por esta política de injustiças e declínio nacional para que participem nesta acção, afirmando a exigência de um outro rumo para o país.

    http://www.pcp.pt/sobre-o-pedido-de-interven%C3%A7%C3%A3o-externa-e-resposta-do-pcp

Os comentários estão fechados.