“Os mercados”, essa coisa racional…

Por altura da abertura da Bolsa de Lisboa, viam-se nas televisões imagens de um depósito de gás de uma refinaria japonesa a arder, em consequência do enorme abalo sísmico ocorrido pouco antes.

As acções da Galp sofreram uma quebra.

Que “os mercados” não rimam com sensibilidade é, suponho, um facto assumido e consensual.
Mas espero que menos pessoas fiquem a acreditar que rimam com racionalidade.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

14 Responses to “Os mercados”, essa coisa racional…

Os comentários estão fechados.