CHEGA DE CAUDILHOS – El Baradei é o novo fantoche norte-americano, um Spínola cuja missão é derrotar a revolução do povo.

A nomenclatura da esquerda volta a cair no mesmo erro: o messianismo. El Baradei, um amigo de Washington e de Barack Obama, conviveu sem grandes engulhos com  o regime de Mubarak e sempre esteve mais preocupado com os interesses  dos EUA do que com os desígnios dos egípcios. Agora, da Irmandade Muçulmana aos diferentes partidos da oposição, todos parecem confiar neste homem para negociar as condições da rendição de Mubarak e o futuro do Egipto. Ao contrário da França com Ben Ali, a Casa Branca não deve deixar sem exílio o seu velho compagnon de route. El Baradei vai ser o homem do negócio e vai também lançar as bases para destruir tudo o que a revolução tem semeado, dos organismos de duplo poder ao avanço de um programa de acção mais ambicioso, em particular no auxílio à Palestina. Que o povo egípcio confirme a inteligência que tem demostrado e que não se limite a trocar um déspota por um lacaio. Se assim não for escolherá o caminho mais rápido para derrotar a revolução e para mais cedo que tarde ter que voltar a fazer tudo de novo.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

45 Responses to CHEGA DE CAUDILHOS – El Baradei é o novo fantoche norte-americano, um Spínola cuja missão é derrotar a revolução do povo.

  1. Pingback: El Baradei revela-se | cinco dias

  2. Pingback: Quando as revoluções não vencem acabam derrotadas. | cinco dias

Os comentários estão fechados.