Portugal é Lisboa… ou a douta ignorância de um “lisboeta”!

José M. Castro Caldas resolveu publicitar, em boa hora, a problemática em torno do Metro Mondego. Adiada que está esta obra de promoção dos transportes público nos municípios de Miranda do Corvo e Lousã, constituintes da Área Metropolitana de Coimbra, e depois de desmantelado o velhinho Ramal da Lousã espera-se mais um contínuo aumento do uso do automóvel privado na cidade de Coimbra com os gastos financeiros e ambientais habituais neste tipo de deslocação. As populações afectadas resolveram se deslocar a Lisboa, de modo, a se manifestarem junto à Assembleia da República no dia 19 de Janeiro (pelas 13.30). Espero conseguir passar por lá…
Entretanto um típico “urbanoide lisboa-centrado” resolve demonstrar a enorme ignorância da geografia do Portugal contemporâneo, evidenciando desconhecer as dinâmicas de desenvolvimento urbano da cidade de Coimbra e da sua área metropolitana, em especial a importância dos movimentos pendulares para a cidade do Mondego (um mapa anexo explica um pouco).
Há coisas que só mesmo a ignorância pode explicar… ou será o velho preconceito “capitalista”.

(também aqui)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to Portugal é Lisboa… ou a douta ignorância de um “lisboeta”!

  1. Pingback: Portugal é Lisboa… ou a douta ignorância de um “lisboeta”! « Paulo Jorge Vieira

Os comentários estão fechados.