Por se alguém conhece um amigo que saiba de um colega que trate a um jornalista desportivo…

(ou: mais outra posta para tratar da educação sentimental da malta)

Lá no Antigo testamento Joseph era o filho pequeno de Jacob. Lá no novo testamento, Joseph era o pai legal do Jesus (já sabem, para as coisas banais de levar ao miúdo ao censo romano e tal). O nome Joseph, hebreu, acabou espalhado por todo o mundo num monte de variações que vão desde o Joe até o Yüsuf e nomeou personagens que vão desde o Stalin até o Aznar.

O nome Joseph também tem hipocorístico (palavra bem linda que em grego quer dizer “chamar com voz suave”) (depois não digam que não aprendem nada no 5dias). O hipocorístico pode ser também utilizado para designar carinhosa ou familiarmente a uma pessoa. Zé, Lula, Chico, Manolo… são hipocorísticos.

Pois bem. Pepe é hipocorístico de José, derivação do Joseph hebreu em espanhol. (E isto, desculpem que ainda não chegue ao tema, tem a ver com a “paternidade” de José o do Novo Testamento: Pelos vistos era comum nomear ao José como Pater Putativus, que simplificou em P.P. e deu em Pepe. Isto acontece, como veremos, em várias línguas). Em catalão, o Joseph hebreu deu em Josep (com um o tão fechadinho que quase é um u) e no seu nome familiar Pep.

Portanto, se falamos de futebol, o Pepe é este defesa do Real Madrid.

Pepe e a bola

Se falamos de Pep, é o treinador do F.C. Barcelona

Peeeeeeep, porra!

Fácil, não é? Pelos vistos para os media portugueses não… Como não conheço nenhum, deixo cá para que alguém os avise e veremos se nos poupam os Pepe Guardiola.

Feito. Agora só me resta fazer ver aos jornalistas espanhóis que podem livrar ao Mourinho das expectorações com seu nome, tão agghosejado.

(Já viram a tranquilidade que dá não ter direito ao voto nas presidenciais?)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to Por se alguém conhece um amigo que saiba de um colega que trate a um jornalista desportivo…

Os comentários estão fechados.