“Sem amor e sem raiva as bandeiras são pano que só vento electriza em ruidosa confusão de engano.”

A esquerda Alegre perdeu de vez o tino. Sem saber como defender a sua candidatura só falam de Cavaco Silva, numa estratégia que ainda vai render mais votos ao “professor”, à abstenção, aos votos brancos e aos nulos. A esquerda que não vota num “gajo qualquer”, nem “a bem da nação”, agradece.

Título roubado ao poema “Pior que não cantar” publicado no livro Terceira Idade, de Mário Dionísio. Vale a pena reler a citação no seu conjunto:

Pior que não cantar é cantar sem saber o que se canta

Pior que não gritar é gritar só porque um grito algures se levanta

Pior que não andar é ir andando atrás de alguém que manda

Sem amor e sem raiva as bandeiras são pano
que só vento electriza
em ruidosa confusão
de engano

A Revolução
não se burocratiza!

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

37 Responses to “Sem amor e sem raiva as bandeiras são pano que só vento electriza em ruidosa confusão de engano.”

  1. Pingback: cinco dias

  2. Pingback: Tweets that mention “Sem amor e sem raiva as bandeiras são pano que só vento electriza em ruidosa confusão de engano.” | cinco dias -- Topsy.com

Os comentários estão fechados.