A league of his own

Enquanto os caretas (sem imaginação)
exploram o enorme vazio
delimitado por postes, trave e chão,
outros (artistas) vêem mais longe
e a essa enorme chatice dizem não.

Em sentida homenagem, o locutor da SIC
chamou-lhe anteontem “o homem da bola no ferro”;
é que já vão sete, este ano, nos postes e na trave
bolas tão belas, que só de vê-las
como um menino, eu choro e berro.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to A league of his own

Os comentários estão fechados.