O contorcionismo sadomasoquista do Daniel Oliveira para defender que a esquerda não deve fazer cair o governo Sócrates

É de ir às lágrimas de tanto rir. Cada parágrafo, cada passagem, cada esforço literário é uma ode ao ácido lisérgico que tomou conta dos neurónios da esquerda democrática: “Bloco de Esquerda e PCP já deixaram passar a ideia de que não viabilizarão uma moção de censura vinda do PSD ou do CDS. A atitude é inteligente. O seu eleitorado não compreenderia essa aliança contra-natura”. Sabe o Daniel Oliveira, pelo BE e pelo PCP, que o seu eleitorado os castigaria nas urnas se estes conseguissem acabar com o pesadelo em que se tornou o actual governo? Então o eleitorado de esquerda, que já mostrou que outra coisa não quer do que ver o Sócrates pelas costas, castigaria o BE e o PCP se porventura pensassem de maneira diferente do Daniel Oliveira? Andará sua excelência a ver as sondagens para as eleições presidenciais? Será que ainda não percebeu que o eleitorado de esquerda parece é não gostar que alguma esquerda ande a apoiar o mesmo candidato a Belém que o governo Sócrates e o Partido Socialista?

O PCP não deve cair na ratoeira e nada do que diz Daniel Oliveira é o que ele está a pensar sobre o assunto. Ele sabe, como sabe, que tudo aquilo só é verdade para o BE, que deixou, há muito tempo, de fazer oposição efectiva a este governo. Aliado a isso, estão ambos no pântano em que se transformou a candidatura de Manuel Alegre e sabem que quanto mais perto das presidenciais estiverem umas eventuais legislativas, maior será o rombo. Se tiverem a clareza e a coragem que lhes faltou nas presidenciais, as hostes da Soeiro Pereira Gomes rapidamente perceberão que quanto mais cedo derrubarem Sócrates, melhor será o prémio que os eleitores lhe darão nas urnas e essa é a bad trip que o Daniel Oliveira e o BE parecem estar a querer evitar. O resto é conversa fiada ou derrame cromático provocado pelos poderosos alucinogénicos que andam a tomar. Esperemos que o PCP recuse este obsceno convite à complacência e ao imobilismo: “Será um ano de espera em que todos sabem que quem der o primeiro passo pode ser vítima da sua própria imprudência”.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

38 Responses to O contorcionismo sadomasoquista do Daniel Oliveira para defender que a esquerda não deve fazer cair o governo Sócrates

Os comentários estão fechados.