“O Mundo Branco do Rapaz-Coelho” de Possidónio Cachapa

O mais recente livro de Possidónio Cachapa (um alentejano radicado nos Açores) é um retrato poderoso de um mundo em desagregação e em desmaterialização, com uma história e um conjunto de personagens bem densas e com breves pontes de contacto com a temática do catastrofismo de obras como Ensaio sobre a Cegueira de Saramago ou  A Estrada de Cormac McCarthy. Com a particularidade irónica de ter um rapaz-coelho e uma Alice sem que as personagens se encontrem (a propósito do clássico de Lewis Carroll), julgo que o livro peca pela falta de conexão nas primeiras páginas, capaz de agarrar o leitor de imediato,  e por algum excesso de negativismo macabro. Uma pena, porque não fosse isso e teríamos aqui uma obra-prima como as anteriormente referidas.

P.S. Foi o primeiro livro que li do autor e fiquei naturalmente com vontade de conhecer melhor a sua obra, nomeadamente o mais mediático Maternal Doçura

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 Responses to “O Mundo Branco do Rapaz-Coelho” de Possidónio Cachapa

Os comentários estão fechados.