Exército fura a greve dos controladores aéreos a mando do Governo Zapatero que pela primeira vez em 35 anos declarou o “estado de emergência”.

Roubado ao El País

No Estado Espanhol a democracia está suspensa. Se já se sabia que ela não era lá grande coisa por estas bandas, é inaugural substituir trabalhadores em greve pelo exército. Pior do que o governo só mesmo os seus lacaios. O Sindicato dos controladores apelou à calma, garantiu não ter nenhuma responsabilidade no protesto que classificou de “espontâneo” e simultaneamente exortou os trabalhadores a regressar aos seus postos de trabalho.

Aqui, via Rubra.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

68 Responses to Exército fura a greve dos controladores aéreos a mando do Governo Zapatero que pela primeira vez em 35 anos declarou o “estado de emergência”.

  1. Pingback: Lições de Victor Jara a propósito da luta dos controladores aéreos do Estado Espanhol – Desalambrar, sem chicha, ni limonada, nem pré-aviso! | cinco dias

Os comentários estão fechados.