“Quando vejo as gentes do futebol na política e da política no futebol, cheira-me sempre a gato”, desabafou um dos sócios mais antigos do Belém, com a cruz de cristo e com o símbolo da Opus ao peito, em conversa de café e sob anonimato.

Esta não é o sócio do Belenenses citado e esta posta é uma tentativa de fazer uma matéria à Paulo Moura sobre o Belenenses.

Consagrado e popular / Essa Cruz que foi o tema; Das conquistas d’além-mar / Hoje como antigamente; Nada temos que temer / Belenenses para a frente

Com a certeza de vencer! 

Ilustrando o nosso emblema / Consagrado e popular; Essa Cruz que foi o tema / Das conquistas d’além-marHoje como antigamente / Nada temos que temer; Belenenses para a frente;

Com a certeza de vencer!

 

Ilustrando o nosso emblema / Consagrado e popular; Essa Cruz que foi o tema / Das conquistas d’além-mar; Hoje como antigamente /Nada temos que temer; Belenenses para a frente / Com a certeza de vencer! 

“Das Salésias ao Restelo” 

Música de Mário Teixeira e a letra de Silva Tavares. 

Andei por aí completamente solto / Andei por aí completamente livre / e tudo o que vos trago, no calor da minha mão, / desponta num sorriso que vem do coração / Andei por aí completamente solto

Andei por aí completamente livre / e tudo o que vos trago, no calor da minha mão, desponta num sorriso que vem do coração  

CORO 

Semear este amor vem tu também / o que eu quero fazer é mais além / é mais denso que um mundo por achar /é mais longe que o sonho de abraçar o mar. / É cantar é saber voar, Completamente solto, completamente livre. / Semear este amor vem tu também / o que eu quero fazer é mais além / é mais denso que um mundo por achar / é mais longe que o sonho de abraçar o mar.

É cantar é saber voar, / Completamente solto, completamente livre. 

CORO 

Semear este amor vem tu também / o que eu quero fazer é mais além / é mais denso que um mundo por achar / é mais longe que o sonho de abraçar o mar. / É cantar é saber voar, / Completamente solto, completamente livre. / Semear este amor vem tu também / o que eu quero fazer é mais além 

é mais denso que um mundo por achar / é mais longe que o sonho de abraçar o mar. / É cantar é saber voar, / Completamente solto, completamente livre. 

Hino Juventude Popular   

Música da Dina e Letra da Rosa Lobato Faria

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

16 Responses to “Quando vejo as gentes do futebol na política e da política no futebol, cheira-me sempre a gato”, desabafou um dos sócios mais antigos do Belém, com a cruz de cristo e com o símbolo da Opus ao peito, em conversa de café e sob anonimato.

Os comentários estão fechados.