A pátria e o futebol

Para muito “bom” português, o sentimento patriótico e a selecção de futebol são praticamente sinónimos. Assim, como é dada pouca ou nenhuma importância aos outros desportos (por exemplo, quantas pessoas viram recentemente a final histórica de Frederico Gil contra Montañes no Estoril Open ou a vitória do Sporting numa competição europeia de Andebol?), às manfestações artísticas nacionais (a escolha do “I Got a Feeling” para hino da selecção foi o auge do auge) e até às pequenas coisas do quotidiano, a pátria é colocada agora num bolso, de onde só vai sair daqui a dois anos. Se Portugal se apurar para o Europeu de 2012, entenda-se…

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 Responses to A pátria e o futebol

  1. antonio diz:

    Sabes o que u axo estranho ?

    As pessoas interrogarem-se porque perdemos com Espanha.
    Ela está acima de nós no ‘ranking’ , ou estou enganado ?? E são 50 milhões, nós somos 10…

    E axo o máximo toda a gente a desfazer no Queiroz (que não tem currículo nenhum, quem é que quer saber de dois campeonatos do mundo e de ele ser o treinador de campo do Man. Utd. ?)

  2. Pingback: Tweets that mention cinco dias » A pátria e o futebol -- Topsy.com

Os comentários estão fechados.