Das conspirações

É o primeiro candidato a dizer coisas de esquerda (ainda que poucas e vagas) sem qualquer compromisso com o PS e com este Governo. Tem demasiados defeitos para que salte para o seu colo como outros saltaram para o colo do Alegre. Não fico cego a avaliar as virtudes e os defeitos de qualquer um deles, nem o faço a olhar mais para os meus desejos do que para a realidade.

Para já apenas uma coisa é certa. Começou por afirmar o mais importante dos compromissos ao esclarecer que não é lebre de ninguém e não será nem o candidato oficial do PS nem o fiel de armazém deste governo. Cai por terra a tese da conspiração soarista e fica no ar e por perceber como é que aqueles que vêm Mário Soares na sombra de Fernando Nobre, não vejam que Manuel Alegre é a sombra de José Sócrates.

Clique na imagem para ouvir as declarações de Fernando Nobre sobre o assunto.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

5 Responses to Das conspirações

Os comentários estão fechados.