Para sacana, sacana e meio

O João Galamba deve ter sido substituído por um alien de maus fígados e piores maneiras. Engolindo o anzol e a chumbada de uma provocação rasca, consegue bater o record da presente campanha em tontice mal educada. Temos aqui um Saleiro em potência.

PS: se calhar, devo um pedido de desculpas a António Saleiro. Pelo menos a sua truculência parece espontânea, não calculista e utilitária.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to Para sacana, sacana e meio

  1. Pingback: Discurso sobre o filho da puta |

  2. Pingback: cinco dias » Somos todos filhos da puta

Os comentários estão fechados.