Interlúdio de filosofia cor-de-rosa

Faço um apelo à moderação deste blogue para que desta forma, sem conhecimentos ou compadrios e de uma forma descontraída e inocente, alguém possa premiar a nossa “notoriedade”.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Interlúdio de filosofia cor-de-rosa

  1. Carlos Vidal diz:

    …e há uma outra parte da frase um pouco enigmática, mas talvez curiosa:
    “E inventou um conceito: a crítica de arte anti-Sócrates.”

    A frase está mal escrita e não faz sentido. Mas se se pretende dizer que toda a arte é intrinsecamente anti-socratista, e nós tentamos tirar partido disso, ou se se pretende dizer que nós trucidamos (para usar um termo de um secretário de estado contra a função pública), que nós trucidamos Sócrates com arte, então está bem.

  2. i.tavares diz:

    Penso que sim.O vosso blogue,aos poucos,para não dar muito nas vistas,
    deve tornar-se mais moderado.Ser menos agressivo nos temas que propõe,censurar alguns comentários.Não se esqueçam que se aproxima a era da “democracia” semestral.

  3. Carlos Vidal diz:

    Então, já não vivemos na era da “democracia” quadrienal?

  4. Ó Tiago, eu já fiz a minha parte pela moderação do «5 Dias» – saí. Mas vejo que isso por aí continua muito pouco moderado.

Os comentários estão fechados.