10 de Junho, ainda

Caro João Gonçalves,
Gostei que se tivesse lembrado do Ruy Coelho. Também gostei de o voltar a ouvir e à sua Sinfonia Camoneana nº 2. Mas, sinceramente, neste dia como noutro qualquer, amanhã e depois que tal, caríssimo, a “Virtus Lusitaniae”, a 5ª de Joly Braga Santos (com Silva Pereira à frente da Orq. da RDP)? (Excepcional e inspiradíssimo Joly Braga Santos:)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 Responses to 10 de Junho, ainda

  1. E que tal voltar-se a “A Caça aos Coelhos e Outros Escritos Polémicos” do Fernando Lopes-Graça? Talvez ajude…

  2. almajecta diz:

    Assentar os presuntinhos na terra, pois quase todos os nossos músicos saídos do conservatório passam pela banda da Guarda incluindo os jazzistas, grande Ruy Coelho tinha aquela sonoridade de valquíria em português, que é o que se pode arranjar aqui na raia.

Os comentários estão fechados.