A porta das traseiras

porta-2

Parece-me que num comício deste fim-de-semana um secretário-geral disse pertencer a um partido que tem orgulho no seu líder e que nunca o seu partido ocultou o seu dirigente máximo no gabinete durante uma campanha.

Julgo ser a mesma pessoa que, há dias, numa escola secundária, para não enfrentar alguns miúdos, se esgueirou pela porta das traseiras lá do sítio.

Estarei enganado?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to A porta das traseiras

  1. Paulo Ribeiro diz:

    pois é. os miúdos em causa, tinham todos para aí 6 anos e deslocavam-se em triciclos. consta até, que a maioria deles, esteve no comício do psd em barcelos. com bandeirinhas e coiso e tal.

  2. Carlos Vidal diz:

    Selvagens matulões, delinquentes desordeiros que eram, as coisas de que eu me esqueço, ó sr. Ribeiro!………….
    E as coisa que você sabe.
    Além do mais, “social-democratas”, comunas e sindicalistas.
    Se não eles, pelo menos os pais deles. Escumalha danada.

  3. almajecta diz:

    já postei o meu livro de leitura, escrita e edição preferido, e d’horaAvante é sempre a bater na avó e coiso e tal.

  4. Paulo Ribeiro diz:

    vidal, vexa nunca se esquece de nada. de nada.

  5. Su diz:

    Carlos, você é tramado!!!
    😉

Os comentários estão fechados.