Dando sequência ao post do Nuno Ramos de Almeida (em baixo) confesso que apoio Berlusconi, Vital Moreira e Barbara Matera

barbara
(Barbara)

E desde já explico porquê: apoio gente séria, gente que se empenha, gente que estuda a fundo, gente que luta por ideais, pela melhoria das nossas vidas atribuladas e, muito importante, gente que não nos rouba, e, pelo contrário, dão-nos sempre algo mais, algo que se acrescenta ao pouco que vamos somando nos nossos sempre justos quotidianos.
Por exemplo, leio no Público on-line a última cruzada, legítima e séria cruzada (como escreveria o “filósofo” Galambó J. do blogue “J.”) de Vital Moreira contra todos os que se apropriam do pouco que ainda vamos tendo, uma cruzada digna, digna de um socialista, vero homem do social e do colectivo.

Que cruzada foi e é essa? Eu digo. Num comício hoje em Évora afirmou Vital Moreira, atente-se no carácter incisivo do discurso, na pertinência certeira da denúncia, na revelação sem freio da verdade que merecemos: “Devemos denunciar, condenar [o PSD no caso BPN/Oliveira Costa, por supuesto]”. Atente-se no rigor e destemor deste clamor: “É um caso de utilização da economia para fins criminosos”. E a fina ironia sem dó para com os prevaricadores – que têm nome (!): “Só por acaso todos aqueles senhores são figuras gradas do PSD. Estamos à espera que o PSD se pronuncie sobre a roubalheira do BPN.” (!!!!) Isto é denunciar sem medo, é a frontalidade que necessitamos.

Também o PS exigiu que o PCP pedisse desculpa pelas agressões cobardes de uma multidão de desdentados a este homem, e o PCP que fez?? Nada, nada de nada. Falta de coragem e de assunção de responsabilidades!

Vejamos agora a bio de Barbara Matera, apresentadora de TV, actriz, política, pré-finalista a Miss Itália em 2000. Repare-se na justeza das suas opções: em 2008 suspende a carreira política para concluir os seus estudos universitários. Já graduada, candidata-se ao Parlamento Europeu como um clamor público, um clamor em nome da beleza e da verdade, nas listas do partido Popolo della Libertá. E ninguém tem nada a ver com isto, nem deve ter nada contra isto! É gente desta que eu aprecio: socialistas que se dispõem a trabalhar em Bruxelas e no Porto ao mesmo tempo e Barbara Matera (apesar de preferir esta última, mas apenas um pouco).
A verdade e honestidade em política merece sempre ser recompensada com o voto do cidadão sério que trabalha e luta pela sua vida! Espero que tal aconteça.
Viremos as costas às roubalheiras que pululam por aí, infelizmente por todo o lado!
Exijamos o melhor. Sempre.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

17 Responses to Dando sequência ao post do Nuno Ramos de Almeida (em baixo) confesso que apoio Berlusconi, Vital Moreira e Barbara Matera

Os comentários estão fechados.