ERC pressiona Jornal da Noite de 6.ª Feira da TVI

“ERC condena TVI por “desrespeito de normas ético-legais” no Jornal da Noite de 6.ª Feira”

Numa decisão obtida por maioria, segundo o Público, a ERC (instituição que não vê mal nenhum nos telefonemas que o primeiro ministro faz a pressionar alguns directores de jornais) afirma que foi “verificada, à luz da análise efectuada, a possibilidade de a TVI ter posto em causa o respeito pela presunção de inocência dos visados nas notícias”.
Aguardo a disponibilização do comunicado oficial (ERC) para me certificar da veracidade dos argumentos e expressão: “possibilidade de a”.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to ERC pressiona Jornal da Noite de 6.ª Feira da TVI

  1. Olá. Gostava de ter os vossos e mails para vos enviar um convite. Por mais que me esprema, não encontro aqui nenhuma pista. Abraço.

  2. David Fernandes diz:

    Eh pá! Mas isso já toda a gente sabia; tanta, tanta, que o referido momento circense é o mais visto.
    O povo gosta é de violações; não sendo das mesmo mesmo “boas” que seja de “normas ético-legais”.

  3. Rui Costa diz:

    Como aqui disse, eu cá penso que esta decisão só peca por ser branda e tardia.

    Num estado livre, é fundamental que a imprensa seja isenta e não-sensacionalista. Pois é a imprensa que traz, traduz e sintetiza a informação para o cidadão.

  4. A. Borges Ferreira diz:

    A ERC é uma chafarica socretina. Mete nojo.
    Compõem-na cinco figuras de ópera bufa. Três delas deixaram a cabeça já não sabem onde e são hoje meros capachos do Governo PS: Azeredo, Estrela e Elísio (este indicado pelo PSD, imagine-se!) e as outras duas (Assis Ferreira e Gonçalves da Silva), procurando embora manter um mínimo de dignidade, não conseguem resistir à permanente pressão socretina das três primeiras.
    Entretanto, a Assembleia da República continua a fazer de conta que não sabe o que se passa no antro do Largo de Santos – e o contribuinte paga o regabofe.
    Até quando?

  5. juta diz:

    A ERC é eleita por 2/3 da AR, pelo que foi necessário o acordo de PS e PSD: há dois elementos indicados pelo PSD, dois pelo PS e um independente, o presidente, aceite pelos dois partidos. Na deliberação sobre a TVI só um membro, indicado pelo PSD, votou contra. Mas alguém pode ter dúvidas sobre há qualidade daquele “jornalismo” quando um dos ajudantes, que mal português sabe escrever, também debita numa chafarica perto de si?

Os comentários estão fechados.