E para terminar as minhas incursões no dia mundial da família, eis a família de RICHARD BILLINGHAM

Note-se que Billingham é uma das mais impressionantes revelações da fotografia britânica dos anos 90, é expoente da geração “YBA”, Young British Art, e a colecção Saatchi, a mais atenta (por vezes, “excessivamente”) da nova arte britânica, incluiu Richard Billingham na mais polémica exposição colectica da arte britânica das últimas décadas, a Sensation (1997).

Foi ainda finalista do Turner Prize em 2001. Sobre ele escreveu um dos mais respeitados fotógrafos do século XX, Robert Frank, claro: “Flash into the face of Mom and Dad. A British family-album so cool that I can see and hear what goes on between the frames. No room for judgement or morality… Reality and no pretence. Richard Billingham is the son and he knows- his family” (Ray’s a Laugh, Scalo, 1996). Vamos às fotos (apenas duas):

richardb1

richardb2

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to E para terminar as minhas incursões no dia mundial da família, eis a família de RICHARD BILLINGHAM

Os comentários estão fechados.