O nosso lugar infecto – e ninguém quer estragar a alegria “S” ?

No dia 22 de Abril, o tempo de antena do PS foi ilustrado com imagens de crianças do ensino básico, que nas salas de aula teciam elogios ao computador Magalhães. Alguns pais de uma escola do ensino básico de Castelo de Vide vieram a público acusar o PS de ter usado as imagens das crianças indevidamente, já que lhes havia sido dito que as filmagens se destinavam ao Ministério da Educação.
Ao microfone do Rádio Clube, o porta-voz Vitalino Canas disse que depois da polémica, o que o PS tem a fazer é “lamentar o sucedido”.
Aqui, no 5dias, o Nuno Ramos de Almeida já tinha noticiado a primeira parte desta notícia, a que se refere à “paixão” do PS pela educação (lembram-se da frase, não é verdade? É antiga, é – é marca “PSSSS”). A novidade é a lamentação do sr. Canas e o facto do secretário-geral (quem é?) desta mui respeitada associação estar a escrever aos pais, pedindo desculpa pelo sucedido. A verdadeira “paixão” leva a estas coisas: recolhem-se imagens, realizam-se tempos de antena, fazem-se montagens com o material, ninguém dá por nada de nada, ninguém da coisa “S” escrutina o produto, e só depois é que se pedem desculpas e se lamenta. Ninguém no rato vê o filminho antes de ser enviado à TV? A realização (?), o realizador-artista é totalmente autónomo? E se lá pusesse imagens de um comício do PSD?? Poderia tal suceder?? Sim?? Isto convence quem??
Na mesma semana, uns inspectores foram a uma escola de Fafe interrogar alunos para saber se os professores tinham colaborado no arremesso de ovos à ministra da “paixão” educação em Novembro passado. Parece que o deputado Manuel Alegre se escandalizou também muito com o sucedido.
Bom, entretanto, vamos ao que interessa: quem é que, minimamente decente, está disponível a voltar a votar PS (eu nunca o fiz, logo a questão não se me aplica)?
Quem tem medo de uma maioria PCP – BE?
Ah, não é possível? E os episódios marca “PSSSS” vão continuar a sê-lo?
É isto que querem, não é, leitores?
Vou registar a vossa resposta.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

15 Responses to O nosso lugar infecto – e ninguém quer estragar a alegria “S” ?

Os comentários estão fechados.