O socratismo é tóxico e contagioso

O Zé que tanta falta fazia à malta já tratou de vasculhar os canhenhos da lei em busca de forma de esconjurar a insidiosa propaganda dos adversários.
Domingos Névoa deve também ter apanhado a bactéria oportunista: agora, atirou com um processo por difamação ao toutiço do mesmíssimo Zé.

Este artigo foi publicado em cinco dias, Nuno Ramos de Almeida. Bookmark o permalink.

4 Responses to O socratismo é tóxico e contagioso

Os comentários estão fechados.