Boicote Oilily

Costumo dizer que na arquitectura aprende-se muito copiando. Quando se copia está-se a ver um pouco mais do que quando se olha. Procura-se o que está para além da forma ou da imagem, e redesenha-se aprendendo com o que já existe. A cópia pode ser sempre um bom ponto de partida mas nunca de chegada.
O que mais me irrita na vergonhosa cópia da Oilily (que aqui explico melhor), é que nem sequer foram capazes de perceber e aprender alguma coisa com os bonecos da Rosa. O pobre boneco deformado é formatado para meninas, perde na cor e, de acordo com a Rosa, nem sequer aguenta os primeiros embates das crianças.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.