A bela e o monstro?

bela
Houve ranger de dentes e rasgar de vestes a propósito da visita de José Eduardo dos Santos a Portugal. À esquerda e à direita, demonizou-se o regime angolano, gastando de uma só vez e para todo o sempre a família de palavras com o prefixo “clepto”. Que o homem não foi eleito, que chefia um regime predador, etc.

Mal cá chegam os monarcas da Jordânia, as violas da contestação recolhem apressadamente ao saco. Que interessa que tal país não conheça eleições a sério? Ou que não haja por ali grande respeito pelos direitos humanos? E quem terá votado no simpático Abdullah II? Who cares? Se têm uma rainha tão jeitosa, só podem ser gente boa…

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 Responses to A bela e o monstro?

Os comentários estão fechados.