Suspensão dos Concursos Públicos II

Como dizia ontem Helena Roseta na SIC Notícias, com esta medida, o Estado passará a escolher pior. Concentra-se a selecção no “a quem” e não no “o quê“. A administração pública vai passar a comprar mais caro e com menos qualidade, as empresas vão deixar de poder concorrer. Paulo Morais, ex-Vice Presidente da C. M. Porto, disse que estes métodos dariam prisão nalguns países europeus. Saldanha Sanchez diz que a medida “favorece a corrupção e o tráfico de influências“. Miguel Sousa Tavares, na TVI, diz que em tempos de eleições, este é um incentivo às empresas dos familiares e amigos dos decisores públicos.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.