O melhor dos mundos – 2

O PS conseguiu vencer a batalha no Parlamento, garantindo que a avaliação dos professores não fosse suspensa. Para isso, contou com uma preciosa ajuda de… Manuel Alegre. Pois, o deputado votou ao lado da oposição, mas assegurou que, pelo menos, uma parlamentar do seu pequeno grupo votasse de outra forma para que o Partido Socialista não fosse prejudicado.
Mesmo assim, não se livrou – ele e as outras quatro deputadas – de ouvir este mimo de Augusto Santos Silva:

“A minha opinião dirige-se a todas e todos deputadas que manifestaram a sua opinião. Limito-me a constatar como particularmente reveladora de que o que estava menos em causa aqui era avaliação dos professores que os deputados que o fizeram não hesitaram em votar a favor de um projecto de lei (dos partidos da oposição) que a ser aprovado constituia uma vergonha para o parlamento democrático português”.

A votação ficou assim: 114 contra a suspensão, 113 a favor e uma… abstenção. A amiga, nesta caso, foi Matilde Sousa Franco que optou pela abstenção.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to O melhor dos mundos – 2

Os comentários estão fechados.