Estranhos reclamos (7)

Presumo que o administrador do BCP que anunciou o lançamento desta campanha tenha tido algo a ver com a sua concepção. Só mesmo Armando Vara para apadrinhar semelhante aborto. Não sei o que é mais esquisito naquele spot de TV; a musiqueta com pinta de evadida do Parque Mayer, a encenação pindérica que só pode ser obra do La Féria, a letra do jingle, ou, last but not least, a histérica colecção de esgares de Bárbara Guimarâes, a quem devem ter dito que representar é fazer caretas. A «vida é mesmo assim» garantem-nos os poetas espanhóis que inventaram a coisa; mas animem-se, que «toda a tormenta tem um fim» e o spot só tem para aí meio minuto. Ou será que aquilo da «tormenta» é uma especie de oração para esconjurar todas as trapalhadas de que o BCP nunca mais se desatasca?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

26 Responses to Estranhos reclamos (7)

  1. Pingback: Arrastão: Sólido como a água

Os comentários estão fechados.