Estes gajos do Público são uns optimistas

Para eles, a passagem do Benfica pela taça UEFA foi «medíocre». Ainda consigo imaginar o que teria sido uma má campanha: em vez de 1 ponto, ficaríamos com 0. Mas o que seria preciso para admitir que o Benfica fez uma péssima figura? Ficar sem pontos e com meia equipa suspensa por doping?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to Estes gajos do Público são uns optimistas

  1. Pedro diz:

    “o Benfica fez uma péssima figura”, é contradição em termos. Respeito.

  2. Tiago Mota Saraiva diz:

    Caro Luís, agora é que nos chateamos a sério! Se este blogue começa a ser uma caixa de ressonância de anti-benfiquismo primário, começo a compreender os jugulares.
    Não há direito que se critique essa instituição maravilhosa por dá cá aquela palha.
    O jogo de ontem foi um reflexo do país, de uma forma que apenas o Benfica o consegue fazer. Os camaradas que estiveram em campo denotaram fortes preocupações sociais, conduziram mal a bola pela esquerda (reflexos das declarações de Alegre e da ausência de Léo) e demonstraram estar solidários com o Estrela da Amadora – o Nuno Gomes disse que se fosse em Itália os jogadores já tinham feito greve geral.
    Vivó Benfica!

  3. urca diz:

    Ah, finalmente… Aqui há uns meses atrás o Luis Rainha escreveu uma catilinária a defender a suspensão do Porto de todas as competições internacionais e a saudar, por razões simplesmente de justiça, a intervenção disciplinar da UEFA . Mas, ao mesmo tempo, avisava que não se interessava nada por futebol, não fosse o leitor pensar que por detrás desses arremedos justiceiros estava alguma animosidade anti-azul e branco.
    Afinal, alguns meses depois a revelação: sofremos então pelos lampiões e interessamo-nos por futebol. Hum, que revelação tão interessante de carácter…

  4. Luis Rainha diz:

    Srª Urca,
    Olhe que o meu benfiquismo é inteiramente não-praticante. E não precisava disso para descobrir que sou um mau-carácter. Era só perguntar.
    Mas fique tranquilo: a minha “animosidade” é apenas a propósito do Pinto da costa.

  5. Por acaso, antes de chegar a esta ‘medíocre’ presença na fase de Grupos, o Benfica só teve que eliminar o Nápoles, que é nesta altura (praticamente a meio da prova), apenas, o 3º classificado do campeonato italiano…

  6. Luis Rainha diz:

    Antes termos ficado logo por aí, Leonel. Sempre caíamos dde pé, ante um adversário como deve ser. Agora esta agonia manhosa, esta morte feia às mãos de zés-ninguém…

  7. A forma como o Benfica foi vencido (e ‘convencido’!) pelo Galatasaray praticamente determinou o destino da equipa nesta prova (num ‘mini-campeonato’ de 4 jogos, perdendo em casa, é muito difícil recuperar – praticamente implica a obrigatoriedade de vencer fora); o desastre de Atenas apenas veio confirmar que já nada havia a fazer.

Os comentários estão fechados.