Os emplastros

Mas quem são estes cogumelos em forma de gente que medram num piscar de olhos atrás dos Grandes Vultos, mal uma câmara se aproxima? Serão figurantes contratados, guarda-costas em tirocínio ou apenas pessoal que quer sair do edifício e não consegue? O ar das criaturas é enigmático: entre o importante e o concentrado – estar sempre a balançar o corpo de um lado para o outro de forma a nunca sair do enquadramento deve ser tarefa complicada – conseguem transmitir uma imagem prenhe de gravitas, mesmo que ninguém faça grande ideia de quem são. Ah, é verdade: não dá para perceber se o João Carlos Espada está ali atrás ou não.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Os emplastros

Os comentários estão fechados.